Meio Ambiente realiza monitoramento em empresas com atividade de extração

Divulgação O Meio Ambiente promove o monitoramento por meio de verificação de documentos da empresa e visita de campo onde verifica e fotografa os locais de extração

Compartilhe:

Argila e areia são os minerais mais extraídos no município

A Secretaria Municipal de Serviços Urbanos e Meio Ambiente acompanhou entre janeiro e junho deste ano, 45 empresas exploradoras de minérios com registros na Cetesb (Companhia Ambiental do Estado de São Paulo) e no DNPM (Departamento Nacional de Produção Mineral). A iniciativa tem o objetivo de garantir o respeito à legislação ambiental e proteger os recursos naturais.


A areia e a argila estão no topo dos minerais extraídos no município com 33,3%. Em seguida vem o granito (ornamental e folhelho argiloso) com 16,67% e água mineral representando 5,56%. Já os principais materiais que possuem autorização de retirada para realização de pesquisas são: areia (36,36%), argila (15,15%), saibro e minério de ouro (12,12% cada um), areia industrial (9,09%), granito e carvão mineral (6,06% cada um) e turfa (originado a partir da decomposição de restos vegetais) com 3,03%.


O Meio Ambiente promove o monitoramento por meio de verificação de documentos da empresa e visita de campo onde verifica e fotografa os locais de extração. Em seguida, os relatórios são enviados aos órgãos reguladores responsáveis pela fiscalização. A atividade desenvolvida pela Secretaria é acompanhada pelo PMVA (Programa Município Verde Azul), que auxilia na gestão ambiental e na execução de políticas públicas estratégicas para o desenvolvimento sustentável.

Leia o anterior

Jovem tenta suicídio no pontilhão do Distrito Policial em Indaiatuba

Leia a seguir

Mulheres que foram vacinadas com a 1ª dose da AstraZeneca e ficaram grávidas devem ligar para Secretaria Municipal de Saúde

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *